Indústria de fundos capta R$ 12,7 bilhões em agosto

A indústria brasileira de fundos de investimento teve captação líquida de R$ 12,7 bilhões em agosto, segundo dados divulgados pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima). No acumulado do ano a captação é positiva em R$ 61 bilhões, o que corresponde a um crescimento de 6,8%. Ainda assim, o montante de janeiro a agosto está abaixo da média do mesmo período nos últimos cinco anos, que é de R$ 82,6 bilhões.

Os multimercados detêm a maior captação líquida do ano entre as principais categorias de fundos: R$ 39 bilhões (sendo R$ 296,6 milhões ingressados em agosto). Na sequência, aparecem os fundos de ações e de previdência, que captaram em oito meses R$ 18,4 bilhões e R$ 13,1 bilhões, respectivamente. A classe de renda fixa, que teve os maiores ingressos líquidos de agosto (R$ 9,5 bilhões), registra no ano R$ 9,3 bilhões em resgates líquidos.

Em relação às rentabilidades, os multimercados permanecem trazendo os maiores retornos aos investidores. O tipo Investimento no Exterior (que investe mais de 40% em ativos financeiros no exterior) apresentou a melhor performance de agosto (2,6%) e também no acumulado dos oito meses (9,6%). Na renda fixa, um dos destaques é para o tipo Duração Baixa Grau de Investimento (que investe no mínimo 80% da carteira em títulos públicos federais e títulos privados com baixo risco de crédito), com rendimentos de 4,18% no ano e de 0,6% em agosto.


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso