Fundos de pensão brasileiros na 9ª posição no ranking da OCDE, mas Israel cresce mais

O Brasil manteve a nona posição no ranking global de fundos de pensão elaborado pela Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), com reservas de R$ 240,12 bilhões em 2017 e crescimento de 5,2% em relação 2016. Essa posição é ameaçada por Israel, ocupando a 10ª posição no ano passado com reservas de R$ 215,03 bilhões e alta de 9,4% na comparação com o ano anterior,  mas que mantendo esse ritmo pode chegar a um empate técnico com o Brasil no início da próxima década. Segue abaixo as 10 primeiras posições no ranking de fundos de pensão da OCDE: 

FUNDOS DE PENSAO – RANKING GLOBAL 2017 
País                                               Ativos totais
(em US$ milhões) 
Estados Unidos 16.223.735
Reino Unido 2.903.324
Austrália 1.718.262
Holanda 1.604.741
Canadá 1.423.039
Japão 1.382.484
Suíça 1.012.808
Alemanha 268.420
Brasil 240.102
Israel 215.030

Fonte: Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE)


Cadastre-se e receba gratuitamente newsletter do site Investidor Institucional, com síntese das nossas notícias diárias. Preencha os dados abaixo e nos envie, inserindo a seguir o email ii@investidorinstitucional.com.br na sua lista de contatos para não sermos barrados como spam.
Li e concordo com termos e condições de uso