Busca
    

Equacionamento de déficit da Funcef iniciará em março

06-02-2018 - 09:44:22

 

A Funcef iniciará as cobranças extraordinárias do plano de equacionamento de déficit em março, ainda dependendo da autorização da patrocinadora Caixa Econômica e da manifestação da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (SEST). Para participantes do plano REG/Replan Não Saldado, a cobrança ocorrerá durante 240 meses, com paridade da patrocinadora para os as ativos, enquanto os assistidos não terão paridade das contribuições por decisão da Caixa e da Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), segundo a Funcef.

Ainda para o plano não saldado, as taxas extraordinárias foram definidas de acordo com as faixas de salários de participação para os ativos e benefícios efetivos para os assistidos. O déficit apurado em 2016 será equacionado integralmente, enquanto o de 2015 terá o equacionamento do montante mínimo legalmente permitido, com prazo de cobrança de 237 meses. As taxas estabelecidas serão revistas anualmente em função de alteração na composição da massa de participantes e resultados dos planos e hipóteses atuariais.

Já para os participantes do plano REG/Replan, haverá o equacionamento integral do déficit 2016 com uma taxa de contribuição extraordinária única de 9,59%. O equacionamento tem prazo de 220 meses, incidindo sobre os benefícios saldados atualizados/projetados.O pagamento da contribuição extraordinária será paritário, dividido entre participantes e assistidos e patrocinadora. A taxa de contribuição extraordinária deste plano também será recalculada anualmente a cada avaliação atuarial.


VídeosOnline

Mais lidas de Investidor Institucional em 3 meses

Mais lidas de InvestidorOline em 1 mês