Busca
    

Consulta pública deve trazer novidades para previdência aberta, prevê Marcelo Mello da SulAmérica

05-12-2017 - 17:01:39

 

A consulta pública da Superintendência de Seguros Privados (Susep) junto ao mercado que propõe alterações na circular 338 que trata das regras e critérios de funcionamento dos fundos de previdência aberta deve trazer algumas mudanças importantes para o segmento, prevê Marcelo Mello, vice-presidente da SulAmérica Investimentos. O executivo explica que da consulta devem ser originados três novos tipos de produtos para o nicho de mercado, que são fundos de desempenho referenciado, que terão o compromisso de entregar um percentual mínimo com base em índices de referência do mercado; fundos com resgate programado, que devem permitir a redução do prazo de carência dos atuais 60 dias para 30 dias; e fundos ciclos de vida, que vão reduzindo o risco do portfólio de acordo com o avanço na idade do participante.

Além disso, os fundos de previdência aberta também poderão iniciar a cobrança de taxa de performance, o que deva atrair mais gestores especializados do mercado para esse setor, estima Mello. Atualmente a SulAmérica atua na previdência aberta em parceria com as assets Brasil Plural e JGP. “Estamos estudando fechar novas parcerias até janeiro”, diz o vice-presidente do grupo segurador. Outra mudança no segmento de previdência aberta oriunda da consulta pública deve ser o prazo para que seja efetivada a portabilidade entre planos, que deve passar de cinco para dez dias. No caso do cliente qualificado, que é aquele com mais de R$ 1 milhão em ativos no mercado, esse prazo deve ser de 30 dias.

Mello afirma ainda que a possível tributação sobre os fundos fechados, mercado que têm sob gestão aproximadamente R$ 300 bilhões segundo dados do especialista, é outro fator que deve contribuir para o crescimento dos fundos de previdência aberta nos próximos meses. Ele preferiu, contudo, não fazer uma estimativa de quanto desse montante poderá ser migrado para fundos de previdência aberta, “mesmo porque muitos fundos fechados têm estruturas ilíquidas, o que não vai permitir uma rápida migração caso o come-cotas passe de fato a incidir sobre eles”. O vice-presidente fala também que, até o final do ano, ou no mais tardar no início de 2018, a SulAmérica vai iniciar a oferta de produtos de previdência de maneira online.


VídeosOnline

Mais lidas de Investidor Institucional em 3 meses

Mais lidas de InvestidorOline em 1 mês